7 dicas para quitar suas dívidas em 2021 Blog Mais Valor

22/03/2021

7 dicas para quitar suas dívidas em 2021

Estou endividado, e agora?

Confira 7 dicas essenciais para você quitar as dívidas e sair do vermelho

Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em dezembro de 2020, 66,3% dos consumidores estão endividados, uma alta de 0,3% em relação ao mês anterior e 0,7% em comparação ao mesmo período de 2019. Por isso, preparamos essas 7 dicas para ajudar quem está no vermelho a quitar as dívidas e garantir mais saúde financeira em 2021. Confira!

1- Avalie suas finanças

Os primeiros passos para se livrar de uma dívida é avaliar e organizar suas finanças. Você deve registar todos os seus gastos e entradas, depois avaliar quais gastos são essenciais e quais podem ser cortados do orçamento. Feito isso, você deve fazer o seu planejamento financeiro, para pelo menos os próximos três meses.

Confira a explicação de como realizar um bom planejamento financeiro e cuidar do seu bolso em 2021!

2- Confira se seu nome está negativado

Se você está inadimplente, verifique se o credor negativou seu nome. Mesmo que você não esteja com contas ou empréstimos atrasados, vale a pena dar uma conferida para se certificar de que não há nenhuma dívida antiga pendente.

Para realizar a consulta gratuitamente, você pode utilizar o site Boa Vista SPC ou o Serasa Experian. Vale ressaltar que o site do Serasa só mostra as dívidas em empresas que fazem parte do Feirão Limpa Nome promovido pela instituição. Para verificar o seu CPF em outras empresas, é necessário comparecer a um dos postos de atendimento do Serasa, portando seu CPF e documento original com foto.

3- Crie metas

O processo para se livrar de uma dívida pode ser demorado, por isso é importante que você crie pequenas metas para alcançar o seu objetivo. Funciona como uma escada, cada degrau é uma meta, até chegar no objetivo final. Além de amenizar a ansiedade e possíveis frustrações, com as metas é possível traçar um plano realista para o cumprimento do seu objetivo.

4- Determine suas prioridades

Não há uma regra específica para quais dívidas devem ser priorizadas na hora de pagar ou renegociar, mas a orientação é tentar priorizar as que podem trazer algum problema para você no futuro, como: aluguel, pensão, condomínio, luz, água...

5. Amortize suas dívidas

Mesmo que não seja possível quitar a dívida, vale a pena pagar os juros que incidirem sobre o valor do débito porque, além dos juros não continuarem subindo, você pode diminuir consideravelmente o tempo necessário para quitar o débito.

Neste caso, uma opção é utilizar as suas reservas financeiras para realizar a amortização. Entretanto, essa não é uma opção recomendada para quem está desempregado ou com previsão de gastos futuros essenciais, como uma gravidez, por exemplo.

6. Corte os juros!

Um dos grandes impeditivos na hora de quitar as dívidas, são os juros, que dependendo do caso podem dobrar ou triplicar o valor original do débito. Caso, você possua mais de uma dívida, recomenda-se que entre nas prioridades as dívidas que possuem as maiores taxas de juros.

Outra alternativa muito bem-vinda para se livrar dos juros é através da portabilidade de empréstimo. Assim, além de você concentrar suas dívidas em um só local, é possível garantir taxas de juros menores.

7- Busque uma renda extra e avalie se vale a pena pedir um empréstimo para quitar a dívida

Às vezes, mesmo economizando, a conta não fecha no fim do mês. Por isso, vale a pena investir tempo em outras alternativas para ganhar dinheiro até terminar de pagar a dívida. Avalie se compensa também pedir um empréstimo para quitar o débito. Escolha um empréstimo que possua opções de parcelamento adequadas para a sua realidade financeira. Recomenda-se que você comprometa no máximo 30% da sua renda para o pagamento da dívida.

Gostou das dicas? Converse com um dos nossos consultores e veja quais as melhores soluções disponíveis para você quitar a sua dívida!

Fontes: