Vale a pena pedir empréstimo para quitar as dívidas? Blog Mais Valor

04/09/2020, atualizada em: 04/09/2020

Vale a pena pedir empréstimo para quitar as dívidas?

Estar endividado é uma situação bastante desconfortável e, infelizmente, comum no Brasil. Segundo o relatório do Serasa Experian, divulgado em dezembro do ano passado, há 63,2 milhões de brasileiros com CPFs negativados, número que representa cerca de 40,4% da população adulta do país. E neste cenário, uma das principais alternativas adotadas é recorrer a um empréstimo para quitar as dívidas.

Por isso, separamos aqui as principais vantagens e cuidados que você deve tomar, na hora de decidir se vale a pena pedir empréstimo para quitar as dívidas e recuperar a sua saúde financeira!

Identifique o motivo da dívida e análise a sua saúde financeira

Quando o assunto é pagar dívidas, primeiro deve-se olhar com atenção para a raiz do problema, você precisa analisar muito bem o quanto você recebe e gasta mensalmente e identificar quais atividades ou hábitos que causaram a dívida. Depois de identificá-los será possível buscar uma solução para o problema.

Lembre-se de mapear cada um dos credores, tempo de dívida, valor dos juros cobrados pelos atrasos. Feito isso, você saberá exatamente quais os seus gastos e quanto é o valor total da dívida, o quanto você pode dispor para quitá-las.

Vale a pena pedir um empréstimo para pagar dívidas?

Pegar um empréstimo pessoal pode ser uma alternativa vantajosa quando as dívidas possuem taxas de juros altas ou quando já houve negociação do débito, mas não se chegou a uma solução vantajosa para ambas as partes.

Além disso, você pode centralizar as dívidas em uma única instituição que, no caso, será o credor do empréstimo. Com a alternativa é possível diminuir taxas e evitar juros abusivos.

Quitar dívidas do cartão de crédito e cheque especial

As taxas referentes a manutenção de serviço e os encargos cobrados por atraso são bastante salgados, principalmente quando estamos falando de cartão de crédito e cheque especial. Por isso, é comum que por causa do parcelamento e/ou eventuais atrasos, você acabe pagando um valor muito maior do que a dívida original.

Nestes casos, compensa pedir o empréstimo pessoal, pois além de você garantir dinheiro para pagar à vista e negociar condições mais favoráveis, na hora de pagar os boletos do empréstimo você centraliza toda a sua dívida e não paga mais os juros relativos a serviços e atrasos em múltiplas instituições financeiras.

Com isso, o valor pago para quitar o empréstimo, provavelmente será menor do que seria se você continuasse pagando as taxas de cada credor separadamente.

Limpar o nome no SPC e Serasa

Quando uma dívida existe há muito tempo é muito provável que a credora aponte o nome do responsável pelo débito em uma das listas dos órgãos de proteção ao crédito como o Serasa e SPC. Essa pessoa endividada passa a ter então o “nome sujo” na praça, o que significa que terá diversas restrições financeiras.

Além deste incômodo, há situações que esse impeditivo pode ser bastante prejudicial, como para alugar ou financiar veículos e imóveis. Nestes casos, utilizar o dinheiro do empréstimo para se livrar da dívida pode ser bastante vantajoso.

Quais cuidados você deve tomar antes de pedir um empréstimo?

Depois de avaliar se vale a pena pedir um empréstimo pessoal, você deve escolher com atenção a instituição que vai solicitar o empréstimo, para isso, é necessário observar três fatores:

- Credibilidade da instituição:

Avalie com a atenção o histórico da credora e pesquise sobre o assunto.

- Taxas de juros

Analise os valores das taxas do parcelamento do empréstimo e compare-as com os juros que você pagava antes.

- Condições de parcelamento

Escolha um empréstimo que possua opções de parcelamento que se adequem a sua realidade financeira. Recomenda-se que você comprometa no máximo 30% da sua renda para o pagamento da dívida.

Já sabe se vale a pena pedir um empréstimo para quitar a sua dívida? Converse com um dos consultores da Mais Valor e veja como é possível garantir as menores taxas do mercado, transferir empréstimos para um único lugar, e ainda contar com parcelas que cabem no seu bolso!

Ao acessar nosso site e serviços, você concorda com as condições de nossa política de privacidade e termos de uso.